GuanduOnline.com - Confirmado, morre presidente do Irã, Ebrahim Raisi, após queda de helicóptero

Geral

Confirmado, morre presidente do Irã, Ebrahim Raisi, após queda de helicóptero

20/05/2024 - Atualizado em 21/05/2024 19h41

O presidente do Irã, Ebrahim Raisi, de 63 anos, morreu no domingo (19) depois da queda de um helicóptero que transportava o líder. A morte foi confirmada pela agência de notícias estatal iraniana Isna (Iranian Students News Agency).


A aeronave passava pela província iraniana do Azerbaijão Oriental, perto da cidade de Jolfa, fronteira entre o Irã e Azerbaijão, quando precisou fazer um pouso forçado por conta de más condições climáticas, como chuva e ventos fortes.


“Nenhum vestígio dos sinais vitais dos passageiros foi observado pelos helicópteros”, disse a Isna ao publicar uma foto aérea do local do acidente. Nas redes sociais, as primeiras imagens do acidente mostram uma pilha de metal retorcido.


Além do presidente iraniano, o ministro das Relações Exteriores, Hossein Amirabdollahian, o governador da província do leste do Azarbaijão, Malek Rahmati, o líder de oração de 6ª feira de Tabriz, Hojjatoleslam Al Hashem, e outras autoridades também estavam no helicóptero.


Embora não havia informações oficiais sobre o que causou a queda do helicóptero, agências de notícias do Irã publicaram imagens das buscas que mostram ventos fortes, neve e névoa nos arredores do local da queda.


A morte do líder iraniano deve reverberar na geopolítica do Oriente Médio, já que o país participou indiretamente do ataque do Hamas ao território israelense em 7 de outubro de 2023 e vinha escalando a tensão contra Israel desde janeiro deste ano, o que resultou num ataque a mísseis em abril.


Raisi era cotado para ser o próximo líder supremo do Irã, depois do aiatolá Ali Khamenei, 85 anos. A morte deixa tudo incerto, ainda mais em um contexto de fragilidade econômica.


O vice-presidente Mohammad Mokhber é o próximo da linha de sucessão; ele deve organizar uma eleição dentro de 50 dias.


Sayyid Ebrahim Raisol-Sadati, conhecido como Ebrahim Raisi, nasceu em 14 de dezembro de 1960 na cidade iraniana de Mashhad. Vindo de uma família clerical, recebeu uma educação religiosa.


Ebrahim Raisi era um ultraconservador e defensor do sistema velayat-e faqih, que estabelece a supremacia do líder supremo do Irã. Na economia, adotava uma política intervencionista, visando a justiça social e a redução da desigualdade. Nas relações externas, defendia uma política de resistência ao Ocidente.